Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Mundo em alerta: Coreia do Norte diz para jornalistas "se prepararem para um grande evento"


A Coreia do Norte acaba de colocar o mundo inteiro em alerta após a informação de que o governo local disse aos jornalistas estrangeiros no país se preparassem para um "grande evento". A expectativa é que Kim Jong-un faça um novo teste nuclear nas próximas horas.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ordenou aos moradores da capital Pyongyang que deixem a cidade imediatamente, provocando receios de que ele esteja se preparando para a guerra.

Relatórios no jornal russo Pravda Report afirmam que mais de 600 mil pessoas - cerca de 25 por cento da população da cidade - estão sendo urgentemente evacuadas, à medida que as tensões aumentam entre a Coréia do Norte e os Estados Unidos.

De acordo com a mídia sul-coreana, os moradores do reino se despediram um do outro, provocando preocupações de que o líder tirânico poderia estar prestes a agir após meses de testes com armas nucleares.

Os repórteres estrangeiros receberam instruções para se prepararem para um "grande e importante evento" na maior festa nacional da Coréia do Norte, chamada "Dia do Sol".


Mais de 200 jornalistas estrangeiros estão em Pyongyang quando o país marca o 105º aniversário do seu presidente fundador, Kim Il Sung, em 15 de abril.


Funcionários da Coréia do Norte já advertiram que a guerra nuclear pode sair em qualquer momento graças à situação "extremamente tensa" na Península Coreana.


Os EUA enviaram um grupo de ataque da Marinha para o Pacífico Ocidental em uma demonstração de força, com a Coréia do Norte retrucando com avisos de um ataque nuclear em retaliação a qualquer show de agressão.


A China também deslocou 150 mil soldados perto da fronteira norte-coreana em preparação para a guerra.

O movimento ocorre depois que o presidente Trump lançou 59 mísseis Tomahawk em um aeródromo sírio em resposta ao ataque químico brutal do país que deixou 79 civis mortos.

Oficiais da Coréia do Norte não deram nenhuma pista sobre a natureza do "evento surpresa" ou onde ele ocorreria.

Nenhum comentário: